A diminuição das doações em períodos de feriados impacta negativamente tratamento de crianças e adolescentes com câncer

O Hospital do GRAACC, referência no tratamento de casos de alta complexidade de câncer infantojuvenil, alerta para a importância da doação de sangue para pacientes imunodeprimidos. O estoque do hospital diminui durante feriados prolongados, como o Corpus Christi, que se aproxima.

Os pacientes em tratamento no GRAACC apresentam grande demanda transfusional. Todos os meses são realizadas mais de 500 transfusões de sangue, o que corresponde a um consumo superior a 1000 unidades de hemocomponentes (produtos derivados do fracionamento do sangue total), principalmente concentrados de hemácia e plaquetas. Cerca de 70% dessas transfusões ocorrem em pacientes internados e os outros 30% em regime ambulatorial.

“Este suporte hematológico é de fundamental importância para pacientes com câncer. A medula óssea, onde são produzidas as células sanguíneas, é extremamente comprometida pelo tratamento ao qual são submetidos, o que leva à anemia, risco de sangramento e risco infeccioso aumentado durante esse período”, explica a Dra. Paula G. Guedes Granja, médica responsável pelo Serviço de Hemoterapia do GRAACC.

Para doar sangue ao Hospital do GRAACC, é só procurar a unidade de coleta da Colsan (Sociedade Beneficente de Coleta de Sangue) mais próxima da sua casa. A doação é um procedimento rápido e seguro.

Quem pode doar:

Todas as pessoas saudáveis que atendam aos requisitos abaixo:

  • Ter entre 16 e 69 anos de idade*, sendo que a primeira doação deve ter sido feita até 60 anos incompletos;
  • Pesar acima de 50 quilos;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar alimentado, porém tendo evitado refeições pesadas (gordurosas) nas 3 horas que antecedem a doação.
  • Portar documento oficial e original de identidade com foto que contenha CPF e esteja dentro do prazo de validade (RG, Carteira Profissional, Carteira de Habilitação).

*Doadores menores de 18 anos devem estar acompanhados por um adulto, maior de 21 anos, com o Termo de Autorização de doação de menor de idade preenchido, com firma reconhecida em cartório, documento de identidade original com foto do menor e do responsável legal e cópias simples do documento de identidade de ambos que ficarão arquivadas na instituição.