Campanha da Ipsen e da Sociedade Brasileira de Urologia busca conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce da doença que aumenta as chances de cura

Estima-se que em 2023 o Brasil tenha registrado mais de seis mil novos casos de câncer de rim1, o que representa cerca de 3% de todos os tipos de tumores malignos urológicos. Nos últimos três anos, este tipo de câncer, que é um dos mais letais, foi responsável por 10 mil óbitos e mais de 18 mil procedimentos de nefrectomia – cirurgia para retirada de parte ou totalidade do rim – realizados pelo Sistema Único de Saúde.O diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura, conforme alerta a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), que, em parceria com a Ipsen Farmacêutica, promove a campanha Dia R – Tratar é essencial. Viver melhor é possível, que terá uma ação de conscientização no dia 20 de junho, em São Paulo, em função da luta contra o câncer de rim.

A cor verde, símbolo da causa, vai colorir a Avenida Paulista – na entrada do Shopping Cidade São Paulo e no térreo do Conjunto Nacional – onde voluntários, representantes de associações de pacientes e especialistas se reunirão para compartilhar informações sobre a importância de hábitos saudáveis para evitar o desenvolvimento do câncer de rim, bem como a relevância do diagnóstico precoce e dos cuidados adequados para proporcionar mais qualidade de vida para quem convive com a doença. Serão distribuídos balões, folheto com informações, pulseiras e maçãs verdes.

Fatores de risco

O câncer de rim é mais prevalente em homens e geralmente afeta adultos acima dos 50 anos.3 Alguns dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de rim são o tabagismo, a obesidade e/ou o sobrepeso e hipertensão. “O tabagismo, por exemplo, aumenta de duas a três vezes o risco de desenvolvimento da doença, já que os rins são sobrecarregados filtrando toxinas presentes na corrente sanguínea. Por isso, a importância da prática de esportes, a adoção de uma dieta alimentar saudável e de evitar cigarro”, explica o urologista Roni de Carvalho Fernandes, diretor da Escola Superior de Urologia da Sociedade Brasileira de Urologia.

Quanto a sintomas, podem incluir dores abdominais, perda de peso, sangramento urinário, hipertensão, cansaço constante e tosse persistente.4 “Esta é uma doença silenciosa que, na maioria das vezes, apresenta sintomas inespecíficos. Por isso, o diagnóstico precoce é de suma importância para aumentar as chances de cura do paciente”, afirma o médico oncologista Denis Jardim, membro Comitê de Tumores Geniturinários da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). Em casos iniciais, o tratamento do câncer renal costuma ser a remoção do órgão por cirurgia. No entanto, se o tumor se espalha para além do rim, tratamentos adicionais podem ser recomendados, incluindo radioterapia, terapias-alvo e imunoterapia.5,6

Para mais informações sobre sintomas e diagnóstico, acesse o site atencaoaossinais.com.br.

SERVIÇO – Dia R – Tratar é essencial. Viver melhor é possível

Os médicos urologistas Roni de Carvalho Fernandes e Maurício Cordeiro estarão no Shopping Cidade São Paulo para dar entrevistas.

DATA: 20 de junho, quinta-feira

HORÁRIO E ONDE:

  • 7h às 12h: Entrada do Shopping Cidade São Paulo – Avenida Paulista, 1230 – Bela Vista.
  • 8h às 12h: Térreo do Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – Consolação.