Prática de exercícios físicos, alimentação equilibrada e exames de rastreamento, ajudam a evitar câncer e desenvolvimento de demais doenças

Na próxima sexta-feira (04), é considerado o Dia Mundial do Combate ao Câncer. Esta doença, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), se tornou a segunda principal causa de morte em todo o mundo. O câncer é muitas vezes imprevisível, mas há algumas medidas de precaução que podem ser tomadas por todos para ajudar a reduzir o risco de contraí-lo ou melhorar suas chances de recuperação caso contraia.

Segundo Rubens de Fraga Júnior, especialista em geriatria e gerontologia da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná (FEMPAR), 30 a 50% dos casos de cânceres podem ser prevenidos evitando fatores de risco e seguindo as estratégias simples de prevenção citadas a seguir:

1. Faça exames regulares de rastreamento do câncer.

Testes de triagem regulares podem detectar alguns cânceres precocemente, quando são pequenos, não se espalharam e são mais fáceis de tratar. Com o câncer do colo do útero e do cólon, esses testes podem até prevenir o desenvolvimento do câncer em primeiro lugar. Converse com seu médico sobre os testes para câncer de mama , colo do útero , cólon de intestino , pulmão e próstata.

Para realização dos exames nas mulheres, o rastreamento do câncer de colo do útero é recomendado a partir dos 25 anos e o do câncer de mama a partir dos 40 anos. Para os homens, aos 45 anos, verificar a necessidade de rastreamento do câncer de próstata com um médico. Para fumantes ou ex-fumantes, é recomendado averiguar com um especialista acerca do exame de câncer de pulmão.

2. Alcance e mantenha um peso saudável.

Estar acima do peso ou obeso é um dos fatores de risco para muitos tipos de câncer, incluindo câncer de mama, cólon, endométrio, rim, esôfago e pâncreas. Você pode controlar seu peso através de exercícios regulares e alimentação saudável.

3. Prática regular de exercícios físicos.

A atividade física reduz o risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, endométrio, próstata e cólon. Também reduz o risco de outras doenças graves, como diabetes e doenças cardíacas. Adultos devem realizar 150 minutos de atividade intensa ou 75 minutos de atividade vigorosa por semana.

4. Tenha uma dieta saudável.

Comer uma variedade de vegetais e frutas diferentes, grãos integrais, peixes ou aves está associado a um menor risco de desenvolver certos tipos de câncer. Por outro lado, comer mais carnes processadas e vermelhas está associado a um risco maior de desenvolver certos tipos de câncer.

5. Evite o tabaco.

O uso do tabaco nos EUA é responsável por quase 1 em cada 5 mortes, cerca de 480.000 mortes prematuras a cada ano. Aproximadamente 80% das mortes por câncer de pulmão e 30% de todas as mortes por câncer são causadas pelo uso do tabaco.

6. Limite o álcool.

O álcool pode aumentar o risco de certos tipos de câncer, incluindo mama, boca, garganta, caixa de voz, esôfago, fígado, cólon e câncer retal. Quanto mais álcool você ingere, maior o risco.

Por fim, o médico alerta para um fator de risco para o câncer não citado comumente, sendo as pessoas com infecções crônicas. Segundo ele, aproximadamente 13% dos cânceres diagnosticados em 2018 em todo o mundo foram atribuídos a infecções carcinogênicas. Os vírus da hepatite B e C e alguns tipos de HPV aumentam o risco de câncer de fígado e colo do útero, respectivamente. A infecção pelo HIV aumenta substancialmente o risco de câncer, como o câncer do colo do útero.