Evento científico que já faz parte da agenda de cirurgiões bariátricos e equipes multidisciplinares que acompanham pacientes com obesidade, o Metabólica será realizado pela primeira vez no Rio de Janeiro, nos dias 29 e 30 de setembro. A versão carioca do evento, que será realizada no Hospital São Francisco na Providência de Deus (HSF-RJ), conta com a organização do cirurgião Fernando de Barros, que coordena o serviço de cirurgia bariátrica da unidade voltada a pacientes SUS e encaminhados pela Central Estadual de Regulação. “É com muita alegria que estamos realizando este importante encontro para troca de conhecimentos e experiências em uma programação voltada para cirurgiões bariátricos, hepatologistas, endocrinologistas, nutricionistas e outros profissionais da saúde, além de residentes, pós-graduandos e alunos de graduação. Promovê-lo em nosso hospital é um reconhecimento da estrutura e do que estamos realizando aqui no HSF, já que realizamos 600 procedimentos em um pouco mais de um ano”, afirma Barros. O evento tem realização da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus e do Hospital São Francisco na Providência de Deus, com apoio do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e da Sociedade Brasileira de Hepatologia.

Esta edição do Metabólica tem como tema central a doença hepática gordurosa, muito comum em pacientes portadores de obesidade e/ou diabetes tipo 2. “Não é exagero dizer que esta condição está se tornando uma ameaça crescente à saúde mundial. A incidência já chega a um quarto da população global. Em pessoas com síndrome metabólica e obesidade os números são ainda mais alarmantes, podendo chegar a 90% de incidência”, alerta o especialista, que é professor adjunto do Departamento de Cirurgia da Universidade Federal Fluminense e membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Barros frisa que, na maioria das vezes, a esteatose hepática avança de forma silenciosa e os sintomas só se manifestam nas fases terminais. “Esta doença está projetada para ser a causa mais comum de transplante de fígado devido à cirrose (grau terminal de fibrose). A única maneira que temos atualmente para frear a evolução dela de forma efetiva é a cirurgia bariátrica e metabólica, conforme apresentado no último congresso mundial, na Itália, em um estudo conhecido como BRAVES. O estudo compara dois tipos de cirurgia bariátrica e metabólica com apenas mudança do estilo de vida, dieta e medicações. Ambos os grupos de cirurgia tiveram melhores desfechos no primeiro ano, com diminuição expressiva da fibrose avançada. Por esta razão, precisamos fazer este alerta e discutir formas de combater o problema”, acrescenta.

A programação

O congresso terá a participação de mais de 40 especialistas de todo o país. “Teremos diversos médicos que atuam no Rio de Janeiro e também especialistas de diversos estados. Vamos contar com representantes de Rondônia, Amapá, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Sul e Paraná, de onde vem o atual presidente da SBCBM, Antonio Carlos Valezi”, adianta Barros. A programação terá aulas teóricas na parte da manhã, com apresentação de hepatologistas, cirurgiões, patologistas e gastroenterologistas e a realização de cirurgias e exames de elastografia hepática que serão transmitidos ao vivo na parte da tarde. “Nestes dois dias também iremos operar 12 pacientes que já fizeram toda a avaliação pré-operatória para a realização da bariátrica, além da investigação minuciosa da doença hepática gordurosa por meio de exames de laboratório e de elastografia com o aparelho de última geração chamado Fibroscan Smart. O ponto alto será a utilização deste equipamento que permite avaliar a consistência do fígado. Com ele é possível verificar o grau de fibrose, a cirrose e também a quantidade de gordura no fígado de forma rápida e indolor”, adianta Barros.

Para o diretor geral do HSF, Frei Nicolau Castro, “a realização deste grande evento científico com a participação de tantos especialistas convidados reforça o nosso compromisso com a saúde e o bem estar dos nossos pacientes e representa a busca contínua pela melhoria dos serviços prestados e pela atualização de conhecimentos do nosso corpo assistencial”.

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo link bit.ly/metabolica-rio.

Confira a programação completa:

Metabólica Rio

Local: Auditório do Hospital São Francisco na Providência de Deus

Rua Conde de Bonfim, 1.033 – Tijuca

Dia 29/09/2023 – Sexta-feira

8h – Café de boas-vindas

8h30 – Abertura

MESA 1: O que o cirurgião precisa saber sobre MASLD (Metabolic Associated Steatotic Liver Disease)

Presidente: Dra. Claudia Cristina de Sousa (RJ)

Debatedores: Dr. Anderson Brito (RJ), Dr. Luiz Fernando Córdova (DF), Tiago Szego (SP)

8h45 – 9h – Mecanismos fisiopatogênicos da MASLD – Dra. Luciana El-Kadre (RJ)

9h – 9h15 – O que o cirurgião precisa saber da histopatologia? – Dra. Vania Pannain (RJ)

9h15 – 9h30 – MACE (Major Adverse Cardiovascular Events): o raciocínio do hepatologista durante o tratamento da MASLD deve mirar estes desfechos? – Dra. Nathalie Carvalho Leite (RJ)

9h30h – 9h45 – Uso de inibidores de GLP1 e i-SGLT2 na doença hepática gordurosa – Dra. Cristiane Alves Vilella Nogueira (RJ)

9h45 – 10h – Cirrose hepática por MASLD e CHC, onde estamos? – Dr. Henrique Sérgio Coelho (RJ)

10h – 10h30 – Discussão

10h30 – 11h – Coffee break

MESA 2: Cirurgia metabólica para MASLD

Presidente: Dr. Fabio Viegas (RJ)

Debatedores: Dr. Antonio Carlos Valezi (PR), Dr. Fabio Almeida (SE), Dr. Luiz Alfredo (RJ)

11h – 11h15 – Existem evidências para cirurgia metabólica para tratar MASLD em pacientes com IMC < 35? – Dr. Eudes Godoy (RN)

11h15 – 11h30 – O tamanho das alças de disabsorção importam para um paciente com MASLD avançada? – Dr. Nilton Kawahara (SP)

11h30 – 11h45 – Cirurgia bariátrica no paciente cirrótico – Dr. Gustavo Peixoto (ES)

11h45 – 12h – Transplante de fígado e cirurgia bariátrica – Dr. Fernando de Barros (RJ)

12h – 12h30 – Discussão de casos

13h – 18h – CIRURGIAS / EXAMES AO VIVO

Dia 2 – 30/09/2023 – Sábado

8h – Café de boas-vindas

MESA 3: Abordagem Pré-operatória da MASLD (Metabolic Associated Steatotic Liver Disease)

Presidente: Dr. Guilhermino Nogueira (PE)

Debatedores: Dr. René Berindoague (MG), Dr. Juliano Canavarro (MT), Dr. Luis Gustavo de Oliveira e Silva (RJ)

8h45 – 9h – Preparo pré-operatório para esteatose metabólica, o que temos para fazer? – Dra. Ana Carolina (DF)

9h – 9h15 – Alvos metabólicos para a otimização da função hepática – Dra. Samara Farias (RJ)

9h15 – 9h30 – Quando devemos pensar em fazer a biópsia hepática? – Dr. Almino Ramos (SP)

9h30 – 9h45 – Avaliação da MASLD com FibroScan® – Dra. Thais Guaraná (RJ)

9h45 – 10h – Exames de imagem para avaliação de MASLD – Dr. Rômulo Coelho (RJ)

10h – 10h30 – Discussão

10h30 – 11h – Coffee break

MESA 4: Cirurgia bariátrica e MASLD

Presidente: Dr. Felipe Rossi (SP)

Debatedores: Dr. Andrey Carlos (SP), Dr. Thiago Patta (RO), Dr. Carlos Domene (SP)

11h – 11h15 – Tips and Tricks para manusear hepatomegalia volumosa – Dr. Vinicius Reis (AP)

11h15 – 11h30 – Cirurgia em dois tempos para pacientes com doença hepática grave, faz sentido? – Dr. Álvaro Albano (BA)

11h30 – 11h45 – Critérios para a escolha da técnica, a MASLD interfere? – Dr. Guilherme Bassols (RS)

11h45 – 12h – Trombose porto mesentérica pós cirurgia bariátrica – Dr. Juliano Canavarros (MT)

12h – 12h30 – Discussão de casos

13h – 18h – CIRURGIAS / EXAMES AO VIVO