Entre esses transtornos, a ansiedade e a depressão são os mais comuns, com taxas alarmantes de 31% e 28,9%, respectivamente

A saúde mental é uma questão que ganha cada vez mais destaque em nosso cenário global, e no Brasil não é diferente. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define o suicídio como “um sério problema de saúde pública global”, e é nesse contexto que a campanha Setembro Amarelo foi estabelecida no calendário nacional, visando a conscientização sobre essa temática tão relevante.

No mundo contemporâneo, passamos a maioria do nosso tempo no ambiente de trabalho. Portanto, é fundamental abordar a saúde mental nesse contexto, já que as pressões, demandas e desafios profissionais podem impactar significativamente nosso bem-estar psicológico. Para nos ajudar a compreender melhor a importância dessa questão no ambiente corporativo, André Minucci, mentor de empresários, comenta sobre o assunto.

De acordo com dados da própria Organização Mundial da Saúde (OMS), 1 em cada 8 pessoas no mundo apresenta algum tipo de transtorno mental. Entre esses transtornos, a ansiedade e a depressão são os mais comuns, com taxas alarmantes de 31% e 28,9%, respectivamente. E o mais preocupante é que esses números têm aumentado desde o início da pandemia. “Isso nos mostra que a saúde mental é uma questão que não pode ser ignorada, especialmente no ambiente de trabalho, onde as condições podem agravar esses problemas”, diz André.

Entender e controlar a saúde mental no ambiente de trabalho é um desafio que requer ações concretas. Algumas dicas do mentor de empresários incluem:

Aprender a controlar as emoções: Começar um treinamento de inteligência emocional pode ajudar os profissionais a lidar melhor com o estresse, a pressão e os conflitos no ambiente de trabalho. Esses treinamentos podem ensinar a identificar e gerenciar emoções de forma saudável.

Procurar recursos sobre saúde mental: A educação é uma ferramenta poderosa para lidar com questões de saúde mental. Ler livros, assistir a vídeos ou participar de grupos de discussão online sobre o tema pode proporcionar insights e estratégias para enfrentar os desafios psicológicos no trabalho.

Promover um ambiente de trabalho saudável: Os empreendedores têm um papel fundamental nessa equação. Eles podem criar políticas e práticas que incentivem o bem-estar dos funcionários, como programas de flexibilidade, apoio psicológico e a promoção de um equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional.

Conversar e buscar ajuda: A cultura de abrir espaço para conversas sobre saúde mental é essencial. Os colegas e os superiores devem estar dispostos a ouvir e apoiar quando alguém está passando por momentos difíceis. Além disso, buscar ajuda profissional, como terapia, é um passo importante na jornada de cuidar da saúde mental.

O mês Setembro Amarelo nos lembra da importância crucial de promover a saúde mental no ambiente de trabalho. “O reconhecimento dos desafios enfrentados pelos trabalhadores e a busca por soluções concretas são passos essenciais para criar um ambiente mais saudável e produtivo para todos. Afinal, a saúde mental no trabalho não deve ser apenas uma preocupação, mas uma prioridade para indivíduos, empresas e sociedade como um todo”, finaliza André.